Terça, 14 Julho 2020 23:05

Princípios Básicos da Nutrição Clínica Funcional

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais Corpo Informa
Avalie este item
(0 votos)

Utilizando uma anamnese nutricional funcional são avaliados seus objetivos, perfil orgânico, hábitos e preferências alimentares. Também é realizada a avaliação física, antropometria, circunferências e avaliação completa da composição corporal pelo exame de Bioimpedância Elétrica.

A Nutrição Clínica Funcional, é portanto, uma ciência integrativa e profunda, que se baseia na pesquisa científica e cuja aplicação prática engloba, tanto a prevenção, como tratamento e doenças, focalizando na avaliação de aspectos bioquimicamente únicos de cada organismo e levando em consideração, inclusive, o genótipo de cada indivíduo e sua suscetibilidade genética no desenvolvimento da doença.

Utilizando uma anamnese nutricional funcional são avaliados seus objetivos, perfil orgânico, hábitos e preferências alimentares.
Também é realizada a avaliação física, antropometria, circunferências e avaliação completa da composição corporal pelo exame de Bioimpedância Elétrica, que avalia o percentual de gordura corporal, massa muscular, água total e água intra e extracelular e taxa metabólica basal.

A avaliação bioquímica também é realizada antes de iniciarmos o tratamento dietético do paciente, pois é uma ferramenta importante para o diagnóstico do estado nutricional e a partir da mesma junto com as outras ferramentas mencionadas anteriormente (anamnese nutricional funcional, avaliação física, Bioimpedância) traçamos uma proposta de planejamento dietético funcional adequado a individualidade do cliente.

Princípios Básicos da Nutrição Clínica Funcional:

* Individualidade Bioquímica: representa os fatores genéticos de cada indivíduo, que irão influenciar o metabolismo, necessidades nutricionais e, consequentemente, o estado de saúde. Cada indivíduo é um ser único, com características e necessidades específicas, que devem ser consideradas no momento em que se realiza um planejamento nutricional.

* Tratamento centrado no paciente: cada indivíduo é um conjunto de órgãos e sistemas, que se comunicam entre si e devem funcionar em sinergia. Adicionalmente, o organismo sofre influência de diversos fatores como genéticos, ambientais, emocionais, alimentares, sócio-culturais, patologias pregressas, uso de medicamentos, hábitos de vida e atividade física. Assim, tem o objetivo de identificar todos os sinais e sintomas que o organismo apresentar durante o tratamento, e atuar dentro dos mesmos.

* Equilíbrio e biodisponibilidade de nutrientes: fornecer nutrientes em quantidades e relações equilibradas, para exercerem adequadamente sua função de nutrir as células do organismo. Os nutrientes dependem um do outro para que a sua ação seja efetiva e devem estar em sintonia para alcançarem o equilíbrio. Além disso, devem estar em uma forma química que o organismo possa utilizar facilmente e que não exerça nenhum efeito negativo e/ou competitivo sobre outros nutrientes.

* Saúde como Vitalidade Positiva: visando a busca o equilíbrio físico, mental e emocional, por meio de uma alimentação equilibrada, funcional e individualizada.

* Interconexões em teia de fatores fisiológicos: pesquisa e considera os fatores internos fisiológicos, externos (estresse, estilo de vida, poluição ambiental, exposição regular a metais tóxicos) e suas influências sobre o organismo. Saber da necessidade de se manter uma interdependência saudável entre os órgãos que compõem nosso corpo promove a qualidade de vida de cada organismo.

A Nutrição Clínica Funcional compreende a interação entre todos os sistemas do corpo enfatizando as relações que existem entre a bioquímica, a fisiologia e os aspectos emocionais e cognitivos do organismo.

Ler 487 vezes

Leia Também