CUIDANDO DA SAÚDE FEMININA

Dra. Ana Paula - Ginecologista

Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

QUANDO PROCURAR O

GINECOLOGISTA?

Uma mulher pode procurar um médico ginecologista quando apresentar sintomas como cólicas fortes, ciclos menstruais irregulares e até problemas como crescimento excessivo de pelos, ganho de peso e desconforto nas mamas próximo ao período menstrual.

É recomendado que a primeira visita ao ginecologista seja feita logo após o primeiro ciclo menstrual, para que o acompanhamento médico da paciente possa ser iniciado.

É o médico ginecologista o responsável por fazer o tratamento preventivo e o diagnóstico de condições que podem acometer o útero, as tubas uterinas e os ovários. A ginecologia também trata as partes externas do corpo feminino, como as mamas e a vulva.

Especializações

Ginecológicas

Toda mulher deve consultar o ginecologista periodicamente para se submeter a uma avaliação clínica e fazer o exame preventivo.

Consultas e Exames

A Toda mulher deve consultar o ginecologista uma vez por ano para se submeter a uma avaliação clínica que inclui o exame de toque, o exame pélvico e a coleta do material para o Papanicolau.

Ginecologia

O Ginecologista Obstetra tem a responsabilidade de cuidar da saúde da mulher, partindo da infância, puberdade, vida adulta e terceira idade e também assistência ao parto e pós-parto.

Obsterícia

O obstetra acompanha todo o pré-natal, realizando exames clínicos e solicitando exames complementares. Trata da saúde da mulher durante a gravidez, o parto e no período logo após o nascimento da criança.

Pré-Natal

Durante as sessões do pré-natal o médico deverá esclarecer todas as dúvidas da mulher sobre a gravidez e sobre o parto assim como pedir exames para verificar se está tudo bem com a mãe e com o bebê.

Indicações:

Acompanhamento Ginecológico em todas as fases da sua vida

Os problemas mais comuns tratados por um médico ginecologista são:
  • Ciclo Menstrual Irregular

    As irregularidades do ciclo menstrual são causa de grande preocupação. As queixas das alterações menstruais chegam a representar 30% das visitas ao ginecologista, chegando a 70% das visitas de mulheres em pré-menopausa.
    O ciclo menstrual pode ser irregular por vários motivos, e cada doença / problema pode resultar na mesma situação visível (irregularidade menstrual) mas ter significado, abordagem e tratamento muito distintos. 

    Principais Causas de Irregularidade Menstrual
    Imaturidade Hormonal nas Adolescentes
    Insuficiência Ovariana (por exemplo na menopausa ou pré-menopausa)
    Alterações da Ovulação (que podem ser esporádicas ou recorrentes)
    Alterações Anatômicas Uterinas (como miomas).

  • DSTs - Doenças Sexualmente Transmissíveis
  • Endometriose
  • Ovário Policístico
  • Câncer do Colo do Útero

    Câncer de colo de útero, também conhecido por câncer cervical, é uma doença de evolução lenta que acomete, sobretudo, mulheres acima dos 25 anos. O principal agente da enfermidade é papilomavírus humano (HPV), que pode infectar também os homens e estar associado ao surgimento do câncer de pênis.

    Antes de tornar-se maligno, o que leva alguns anos, o tumor passa por uma fase de pré-malignidade, denominada NIC (neoplasiaintraepitelial cervical), que pode ser classificadaem graus I, II, III e IV de acordo com a gravidade do caso.

    Embora sua incidência esteja diminuindo, o câncer de colo de útero ainda está entre as enfermidades que mais atingem as mulheres e levam a óbito no Brasil.

    Tipos de Tumor
    Os dois tipos mais frequentes de tumor maligno de colo de útero estão associados à infecção pelo HPV. São eles: os carcinomas epidemoides (80% dos casos) e os adenocarcinomas (20% dos casos).

    Fatores de Risco
    A infecção pelo HPV, responsável pelo aparecimento das verrugas genitais, representa o fator de maior risco para o surgimento do câncer de colo de útero. Apesar de existir mais de uma centena de subtipos diferentes desse vírus, somente alguns estão associados ao câncer de colo uterino.

    São classificados como de alto risco os subtipos 16, 18, 45, 56; de baixo risco, os subtipos 6,11,41,42 e 44 e de risco intermediário, os subtipos 31, 33, 35, 51 e 52.

  • Dismenorreia ou Cólica
  • Sangramento Uterino Anormal
  • Menopausa e Reposição Hormonal

Formação

Ana Paula Lira - Ginecologista |Obstetra

Formada pela Faculdade de Medicina do Estado do Rio de Janeiro - UFRJ

Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia - Instituto Fernandes Figueira

Pós-graduação em Sexologia Aplicada, Instituto Paulista de Sexualidade 

Mestrado em Saúde da Mulher - Fio Cruz

Especialização em Mastologia - UFRJ

Galeria de Vídeos

Loading...

Entre em Contato

Agende uma Avaliação

(21) 991995551 (watsapp)

Localização:

Av. das Américas - Barra da Tijuca

Horário de Atendimento

A combinar

Atendimentos Online

Entenda como funciona
ATENDIMENTO SOMENTE NESSES HORÁRIOS:
Terças Feiras > das 9:00 às 15:00
Quintas Feiras > das 14:00 às 19:00
Copyright © 2011 corpoinforma.com - Todos os direitos Reservados. 
Design & Desenvolvimento - Andrômeda Web Marketing
Logo Corpo Informa